PARTY SLEEP REPEAT - Dia 23



PARTY SLEEP REPEAT 23.Apr.2016.

O dia 23 abril foi o segundo dia de PARTY SLEEP REPEAT, um festival que se encarregou de trazer a cultura musical portuguesa à Oliva Creative Factory, em São João da Madeira. Depois de algum descanso a seguir a uma noite como a anterior, retomámos à party, e repetimos a dose musical, nesta que foi a 4ª edição deste jovem festival que vai aumentando o seu protagonismo no panorama lusitano.

Neste último dia de festival foram os Ganso que ficaram encarregues de começar a festa. Apresentaram-se com um outfit diferente do normal. Havia panamás com óculos de natação, calças rasgadas a lembrar os piratas, acessórios de Cleópatra, assim como casacos de ganga com asas de anjo desenhadas e chapéus de enfermeira. A banda introduziu-se com um longo instrumental. Em seguida começam a tocar alguns temas do EP Costela Ofendida, estenderam-se com alguns instrumentais onde traziam uma mistura de psych e surf-rock. Manteram sempre a boa disposição que os caracteriza. A meio decidem trazer uma surpresa, entra então Salvador Seabra (baterista dos Capitão Fausto) que começa a tocar congas ao lado do baterista de Ganso, Thomas Oulman. Já depois de dizerem que iam embora, decidem acabar o concerto com uma sessão rap meio treinado meio improvisado. 



Seguiram-se os Equations que mal entraram provaram ser uma banda com uma presença e energia musical fantástica. Deram um concerto bastante intenso, onde tocaram músicas como "Atmos/ Every Thought Was a Grain" e "High Tower". Mostraram estar muito à vontade com o seu reportório. Construiram muito bem os instrumentais e deliciaram o público com o seu experimentalismo psicadélico que por vezes traz um pouco de post-rock à equação.



Os Capitão Fausto foram quem se seguiu, perante o histérico entusiasmo dos presentes na sala de concertos da Oliva Creative Factory. Entram ao som de um clássico romântico "it's me" de Kate Bush (a música chama-se, verdadeiramente, "Wuthering Heights"), que durante o concerto, Tomás Wallenstein teve a oportunidade de trautear em falsete, enquanto afinava uma guitarra. O concerto, de resto, começou como o seu mais recente álbum - Capitão Fausto Têm Os Dias Contados -  com o single "Morro na Praia". E apesar deste ser um concerto de apresentação deste novo LP, os Capitão foram de encontro às grandes expectativas do público, ao tocarem das mais acarinhadas músicas dos dois álbuns anteriores. Foi um concerto com algum delírio, como de resto é normal em todo o lado onde os Capitão Fausto estão. Houve moshes de um lado para o outro, mesmo em momentos em que não encaixavam minimamente, houve dedicatórias "do fundo do corazón" (antes de tocarem "Corazón", do mais recente álbum) e houve até direito a um insólito acompanhamento à pandeireta, pelo técnico de som. No fundo, mais um concerto "à Capitão Fausto".


Depois da loucura posta em cena pelos Capitão Fausto no palco do PARTY SLEEP REPEAT, os coloridos holofotes viraram-se para um dos homens de maior sucesso da eletrónica lusitana: XINOBI. Com o aumentar das suas batidas, o português ia conquistando a plateia e provocando no público, o que também lhe estava a crescer: uma enorme vontade de dançar. Apesar de ter atuado num formato DJ set, no qual as suas músicas editadas, como "Real Fake" e "Charm", não têm grande espaço de destaque, o público presente na Oliva Creative Factory parecia entretido e, acima de tudo, preparado para o desvaneio eletrónico que os BANDIDO$ prometiam, e que cumpriram, ao encerrarem esta edição do PARTY SLEEP REPEAT.



Textos: Bruno Costa e Eduardo Antunes

Fotografia: Ricardo Jorge (https://www.flickr.com/photos/ricardosjorge)

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.