|Album Reviews| - Ariel Pink com homenagens à sua maneira

Ariel Pink - Dedicated to Bobby Jameson

 8/10 


Pom Pom marcou a estreia nos discos do amante dos 80s, Ariel Pink, desde que deixou cair o "Haunted Graffiti" do seu nome. Esse é um dos discos que mais me marcou na minha curta história de vida. Por isso mesmo, talvez não seja a pessoa mais imparcial para escrever esta review, mas após ter ouvido o novo álbum não podia deixar fugir este exercício. Dedicated to Bobby Jameson tem assim uma tarefa inglória, principalmente quando é um trabalho que se procura distanciar do glitter explosivo desse anterior álbum.

Mas vamos por partes, antes de se perceber se são comparáveis. Uma das primeiras questões com que me deparei foi: quem é Bobby Jameson? Após uma pequena pesquisa descobri que foi um produto falhado da indústria musical ocidental. Uma promessa de estrela pop que saiu gorada. Bobby Jameson caiu no esquecimento até ser descoberto em vlogs que alujava no YouTube. O seu blog pessoal, que operava como um diário, ganhou alguma obscura popularidade. São textos poderosos, crus e sinceros, nos quais Jameson se expõe perante todos aqueles que o procuravam. No início de um destes mais recentes textos podemos ler a seguinte frase: "I am 70 years old today and have spent most of it crying". Esta foi a forte base que inspirou a temática deste álbum, e só assim se pode procurar entendê-lo.

Apesar do álbum começar com um "Time to Meet Your Good" que pode soar a um início de uma levada mais pomposa, o que de facto acontece com Dedicated to Bobby Jameson é que Ariel Pink reúne aqui o seu conjunto de músicas mais honestas e verdadeiras. "Feels Like Heaven" e "Another Weekend" foram inteligentemente escolhidas como singles. São duas músicas que partem de uma base simples e melancólica e que vestem uma ligeira roupagem dos tempos do VHS a que Ariel não resiste em abandonar. Retratam o amor e a solidão num bonito jogo entre o passado, o futuro e o futuro imaginado pelo passado. 

É na ironia que Ariel Pink vence e, para além de provas disso mesmo serem essas músicas referidas em cima, é sobretudo a música que dá nome a este álbum que o faz. "Dedicated to Bobby Jameson" tem uma alegria enorme que, após alguma análise, se percebe esconder o triste percurso de Jameson enquanto se tornava um outcast da indústria musical e, até, uma vítima da sua vida. É nesse tom que Ariel canta que Jameson era o mayor da Sunset Strip e de Hollywood Hills.

É também com ironia que se regista "Time to Live" já que o próprio revelou ter composto esta música como uma espécie de resposta à celebre "Video Killed The Radio Star", dos The Buggles, que foi também o primeiro videoclipe a ser transmitido na MTV. "Time to Live" tem uma qualidade explosiva que encontra uma nova expressão em "Bubblegum Dreams", apesar de aqui mais pop e vistosa, que fala da volatilidade dos sonhos, comparando-os com a elasticidade e efemeridade dos balões feitos pelas pastilhas elásticas.

Após se passar por uma áurea revivalista "Kitchen Witch" que conta com misteriosos vocais de Charles, namorada de Ariel Rosenberg - sim, porque este é o seu verdadeiro nome e "Ariel Pink" é apenas o nome do seu projeto musical - sou tomado de assalto por uma brilhantemente acústica "Do Yourself a Favor" onde se vê um Ariel a se debater para não cair numa rotina que a indústria musical e o trabalho podem criar, e que vitimaram Bobby Jameson. 

Ariel demonstra aqui que, tal como Jameson, luta contra o esquecimento e contra os perigos que isso pode trazer para a sua vida, e faz-lo recordando o passado e transportando-o para um imaginado futuro melhorado. Luta, sobretudo, com um pensamento em mente. Sabendo que, no fim de contas, Bobby Jameson teve oportunidade de contar a sua história e de que tudo o que sabemos dele foi exatamente porque este ressurgiu para contar a sua versão - a única, para seu maior contentamento.


Músicas a ouvir: “Time to Meet Your God”, “Dedicated to Bobby Jameson”, “Time to Live”, Another Weekend” e Do Yourself a Favor”.


Texto por: Eduardo Antunes

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.