Artigos Glass Journal

Os Melhores Álbuns Nacionais de 2017


Continuamos a revelar quem foram os protagonistas deste ano, aos nossos olhos, na semana a que chamamos de List Week of 2017. Aqui desvendamos os nossos 15 álbuns favoritos feitos por músicos do território lusitano. A música não tem de ser em português, mas apenas sim de qualidade!

15. Mirror People - Bring The Light

A ouvir: "Good Times", "In Your Eyes".



14. Pega Monstro - Casa de Cima

A ouvir: "Ó Miguel", "Partir a Loiça".



13. Gonçalo - Boavista

A ouvir: "Lorosae", "Champagna".



12. Nadia Schilling - Above the Trees

A ouvir: "Kite", "Sure Thing".



11. GANSO - Pá Pá Pá

A ouvir: "Brad Pintas", "O Que Há Por Cá".



10. Nídia - Nídia É Má, Nídia É Fudida

A ouvir: "Underground", "Sinistro".



9. Benjamim e Barnaby Keen - 1986

A ouvir: "Dança Com Os Tubarões", "Terra Firme".



8. Moullinex - Hypersex

A ouvir: "Love Love Love", "Open House".



7. João Nada - Com a Banda do Clube Social da Boavista

A ouvir: "Breve Nota", "Dia Após Dia".



6. Duquesa - Norte Litoral

A ouvir: "Afinal", "Better Men", "Norte Litoral".



5. Stone Dead - Good Boys

Os Stone Dead têm estado num crescimento a olhos vistos, tornando-se uma potência musical com este Good Boys, onde a fórmula punk não se altera, mas o amadurecimento é visível.

A ouvir: 
"Apple Trees", "Candy".



4. Primeira Dama - Primeira Dama

Com este trabalho, Primeira Dama assume-se o maior porta-bandeira da Xita Records, apresentando uma grande evolução em comparação com o álbum editado no ano passado. Primeira Dama revela-se um compositor consciente, no qual se conseguem imaginar pontes de inspiração para o conterrâneo B Fachada.

A ouvir: "Rita", "Rua das Flores", "Mariana".


3. Ermo - Lo-fi Moda

Este duo do norte de Portugal consolida a sua música com este Lo-fi Moda, no qual embarcam num retrato da sociedade moderna e do comportamento humano através do mundo digital, o que é, por si só, um aspeto muito difícil de encontrar noutros projetos musicais portugueses.

A ouvir: 
"Vem nadar ao mar que enterra", "ctrl + C ctrl + V", "Circle J".



2. Luís Severo - Luís Severo

É com este disco homónimo, lançado pela Cuca Monga, que Luís Severo atinge a sua consagração. Este é um álbum sobre amor e sobre a sua Lisboa, mas sobretudo sobre a sua vida. A capacidade de escrever músicas sobre si, mas mesmo assim de elas soarem pessoais a cada pessoa, é o seu aspeto mais brilhante.

A ouvir: 
"Amor e Verdade", "Planície (Tudo Igual)", "Escola", "Boa Companhia".



1. Surma - Antwerpen

O fenómeno Surma foi o fenómeno musical português de 2017 sem qualquer paralelo. Este seu Antwerpen, com selo da leiriense Omnichord Records, é um disco que não cansa, que entretém de audição em audição, permitindo quase infindáveis descobertas de pormenores e sons diferentes neste disco, por quantas mais vezes se ouve. Ao som global de Surma juntam-se ainda uns brilhantes video-clips que a Casota Collective anda a produzir. De facto, este fenómeno merece não ser só nosso!

A ouvir: 
"Plass", "Hemma", "Voyager", "Nyika".

Em outubro podemos falar com a Surma. A entrevista pode ser encontrada aqui.



Sem comentários:

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Com tecnologia do Blogger.